sexta-feira, 4 de abril de 2014

Profissionais que fazem a diferença !


A leitura da publicação da exame abaixo, me leva a algumas percepções e conclusões !


6 hábitos do brasileiro no trabalho que gringos não 
entendem 

(http://exame2.com.br/mobile/carreira/noticias/6-habitos-do-brasileiro-no-trabalho-que-gringos-nao-entendem)



Alguns dos hábitos apontados na matéria realmente são o "toque especial" que faz o brasileiro um povo de bem com a vida e para a vida !


Mas os gringos estão errados ?... Não !


Quando o profissional tem o  comportamentos como esse apontados como típico de gringo,  com foco em resultados e sem desperdício de tempo,  em nossa cultura do "bom relacionamento",   Rotulam esses profissionais  como Mal educadas ! 


Particularmente entendo que, independente de ser aqui ou no resto do mundo, a  diferenças  faz a diferença !


Então que tal uma boa dosagem dos dois mundos !


Seja diferentes e faça a diferença, não se preocupe com rótulos, o que importa mesmo é o resultado final !


Essa é minha opinião 


Boa leitura e conclusões !



http://exame2.com.br/mobile/carreira/noticias/6-habitos-do-brasileiro-no-trabalho-que-gringos-nao-entendem

quarta-feira, 12 de fevereiro de 2014

Não adianta, você é o que é !



Um Monge seguia por uma estrada, quando passava por uma ponte, viu um escorpião sendo levado pelas águas. O monge correu pela margem do rio, meteu-se na água e tomou o bichinho na mão. Quando o trazia para fora, o bichinho o picou e, devido à dor, deixou-o cair no rio.

Então, foi a margem  pegou  um ramo de árvore, correu outra vez e entrou no rio pegando o escorpião e salvando-o. 

juntando-se aos discípulos na estrada, que tinham assistido à cena o receberam perplexos e questionaram.

- Mestre, porque foi salvar esse bicho ruim e venenoso? Que se afogasse! Seria um a menos! Veja como ele respondeu à sua ajuda! Picou a mão que o salvara! Não merecia sua compaixão!

O monge ouviu tranqüilamente e respondeu:
- Ele agiu conforme sua natureza, e eu de acordo com a minha.

MORAL DA HISTÓRIA 

Esta parábola nos faz refletir a forma de melhor compreender e aceitar as pessoas com que nos relacionamos. 

Não podemos e nem temos o direito de mudar o outro, mas podemos melhorar nossas próprias reações e atitudes, sabendo que cada um dá o que tem e o que pode. 

Devemos fazer a nossa parte com muito amor e respeito ao próximo. Cada qual conforme sua natureza, e não conforme a do outro. 

(Fábula: O monge e o escorpião)