terça-feira, 11 de agosto de 2015

#UBER - Taxista - Uma profissão em extinção?



UBER no futuro (5 anos ?) estará  operando sem a necessidade de motorista, isso mesmo, os carros não tripulados já são realidades e para torna-se corriqueiro é apenas uma questão de tempo e investimento.

Será opção de escolha na hora de chamar um transporte se você deseja ser atendido com ou sem motorista.

Até mesmos os frotistas, que exploram os taxistas avulsos, terão acesso a esta tecnologia farão uso sem cerimônia.

Então o taxista é uma profissão em extinção

A resposta é Sim. No modelo atual fica evidente que é obsoleto, seja pelas amarras regulatórias, pela qualidade do serviço prestado ou pela pressão por opção de menor custo. 

Os novos modelos precisam de fiscalização? Sim, principalmente nos repasse para os motoristas e as remessas dos lucros para o exterior, porque não pode haver  "sonegação" e ausência de benefício para sociedade local.

Os taxistas precisam se preparar para  migrar de profissão, certamente para serviços personalizados, turismo e serviço de motoristas particular compartilhado, algo semelhante ao "médico de família".

As locadoras de vídeos, onde foram parar os profissionais? 

Os datilógrafos?
Não vai ficar por aí! Muitas outras serão extintas e novas surgirão!

Os motoboys se preparem, serão os próximos. Os serviços  de drones compartilhados serão os "culpados" pela extinção  deles. Mas isso vamos tratar em outro post oportunamente.

Não tem outro caminho! É entender o tamanho desta transformação e encontrar como tirar proveito da economia digital-social-compartilhada que está batendo a sua porta!.

Qual sua opinião sobre o assunto ?

Aprecio por você está lendo meus posts. Espero que este tenha  sido útil para você. Gostaria de saber sua opinião, comente, curta e repasse, em fim,  dê oportunidade a outros terem acesso à  estas informações, que podem vir a ser úteis para elas.

Obrigado!
Enviado do meu iPhone


Enviado do meu iPhone

Nenhum comentário:

Postar um comentário