sexta-feira, 24 de junho de 2016

Caruaru - O superbowl do forró


Como pernambucano, não poderia deixar de dar minha opinião nesta polemica em volta dos shows em Caruaru.

Este comportamento é típico dos administradores públicos, que abusam do dinheiro do outros para tirar vantagem.

A grandiosidade da festa já é reconhecida mundialmente e precisa ser encarado como negócio para gerar receita para o município e seus cidadãos.

O próprio prefeito reconhece no vídeo que é o principal dia... "O dia mais nobre".

Francamente!

Minha leitura é que, se não existe sacanagem por trás destas contratações, é a declaração de muita burrice e falta de competência para gerar riqueza... Ou os três!

Sendo a festa como é, ela deveria ser motivo de uma concorrência muito agressiva do ponto de vista empresarial para ser selecionado quem mais produzir riqueza para o município... 

Não deveria ser fácil participar, ser selecionado para ter o direito de se apresentar no evento. O produto (A festa) tem uma exposição muito grande em todas as Mídias, não apenas no público que comparece no local, mas  como as matérias jornalísticas que são produzidas e a exposição voluntária produzida nas redes sociais.... Tudo isso tem um valor financeiro muito alto! 

Guardadas as proporções,  quanto custa participar de um minuto na superbowl?

Na capital do forró não pode ser diferente! Quem quiser participar deste show único, tem mais é que pagar e não receber!... O preço  mínimo já está mínimo estabelecido pelo mercado, ou seja, se o Safadão alega que vale R$ 575 mil, então este deve ser o valor mínimos que deve ser pago  por quem quiser se apresentar. 

Os eleitores precisam selecionar melhor estes administradores!

Acorda Caruaru, não é só Wesley que é Safadão!

Vejam o vídeo : 
http://globoplay.globo.com/v/5114120



Nenhum comentário:

Postar um comentário