quarta-feira, 21 de junho de 2017

Mainframe - Berço da civilização digital


Em conversa hoje com um amigo, ele revelou a surpresa de ter conhecido uma jovem, na faixa dos 22 anos, que tem como objetivo profissional atuar como suporte de sistema operacional de mainframes. 


A surpresa dele vem do simples detalhes, quem já ouviu falar em querer trabalhar com mainframe? Principalmente nesta geração dos vinte e poucos anos. Ainda mais, sendo mulher, como  se tem atração   para sistema operacional?


Por outro lado, a supresa dele também foi  de vê o pensamento estratégico dela em querer atuar numa área com pouco glamour "da era digital" mas com grande escassez.


Apesar de parecer preconceituoso, esta é a realidade que tem tornado escassa a existência de profissionais especialistas em Mainframe.


Preconceito alimentado pela indústria de TI, pelo meu acadêmico e o mercado que não estimulam as ofertas e oportunidades!


Pelo contrário, o estímulo é para "correr léguas do mainframe"... Eu  escuto a  uns 30 anos que o Mainframe morreu!


Engano de quem acredita! 


O berço da civilização digital e origem de "diversas disciplinas" que ainda hoje são copiadas ou são metas na era dos Apps, coisas e das nuvens  continua vivo, muito vivo!


Muitos dos Conceitos "modernizados", são nativos sa plataforma dos dinossauros e são copiados!


A determinação desta jovem deveria ser estimulada e copiada. É a garantia da renovação dos profissionais sem perda de conhecimento, mantendo a essência natural jurássica.


Diferente dos dinossauros, os mainframe estão longe de serem extintos e as oportunidades estão aí para quem tiver coragem e acreditar!


Caso tenha interesse, convido a conhecer o Post publicado em maio de 2016 que também aborda este tema:



E você, que acha?



IDFM

Nenhum comentário:

Postar um comentário