terça-feira, 17 de janeiro de 2017

Rolls-Royce: Impunidade premiada

Rolls-Royce fecha acordo de leniência com Brasil, EUA e Inglaterra - Economia - Estadão
A cada anúncio de acordo de leniência ou de delação premiada que é feito, me impressiona o quanto o Brasil vem sendo saqueado!

A impunidade legalizada, travestidas de acordos, ma minha leitura, só estimula roubo e enfurece mais a bandidagem encarcerada!

Depois os "estudiosos" "cientistas do caos" fica formulando teorias para as rebeliões e aumento da criminalidade.

A causa é uma só!

O pau de bate em Francisco, não é o mesmo que bate em Chico podre!

Veja que a zona é generalizada, agora com empresas de fora tirando proveito!

Assim não dá....

Como diria os  Mamonas "Me passaram a mão na bunda e ainda não comi ninguém"...


Rolls-Royce fecha acordo de leniência com Brasil, EUA e Inglaterra

Empresa britânica diz que concordou em pagar 671 milhões de libras esterlinas em função de seu envolvimento em esquemas de corrupção

A empresa britânica Rolls-Royce anunciou nesta segunda-feira, 16, que fechou um acordo preliminar de leniência com as autoridades da Inglaterra, Estados Unidos e Brasil e concordou em pagar 671 milhões de libras esterlinas, ou R$ 2,6 bilhões. De acordo com comunicado da empresa, os acordos estão relacionados a pagamentos de propinas e envolvimento em esquemas de corrupção em diferentes mercados internacionais.

Rolls-Royce

Pelo acordo firmado com o MPF o Brasil deve receber cerca de R$ 88 milhões

No Brasil, a empresa foi citada na Operação Lava Jato em delação premiada do ex-gerente da diretoria de Serviços da Petrobrás, Pedro Barusco. De acordo com Barusco, a empresa teria pago propina para garantir o fornecimento de turbinas de geração de energia para plataformas de petróleo da Petrobrás.

Pelo acordo firmado com o Ministério Público Federal, o Brasil deve receber US$ 25,58 milhões, ou cerca de R$ 80 milhões. Com o Departamento de Justiça americano o valor acertado foi de cerca de US$ 170 milhões, cerca de R$ 550 milhões e o restante ficará com a Inglaterra, em que o acordo foi fechado com a UK Serious Fraud Office (SFO).



IDFM

Nenhum comentário:

Postar um comentário