quinta-feira, 23 de março de 2017

Multicloud é estratégico na Europa


Em Post publicado pelo site Techrepublic,  a nuvem híbrida domina na Europa e adoção é motivada por preocupações de segurança. 


Um estudo recente da NetApp examinou o crescente uso da infraestrutura de nuvem híbrida na Europa, observando que o armazenamento e o backup foram os casos de uso mais listados.


Ainda segundo o Post, a nuvem híbrida é, sem dúvida, o método preferido de implantação da nuvem na Europa, de acordo com um recente estudo publicado da NetApp. 


A pesquisa foi construída a partir de respostas de pesquisa de 750 CIOs e gerentes de TI na França, Alemanha e Reino Unido. A maioria dos quais apontou para a segurança como a principal razão que se mudou para a nuvem.


De acordo com um comunicado à imprensa anunciando os resultados, o modelo de nuvem híbrida foi preferido por 69% dos entrevistados na Alemanha, 61% na França e 58% no Reino Unido.  Globalmente, os entrevistados em todos os países confiaram em parceiros diferentes para implementações, declarou.  


Os prestadores de serviços locais foram preferidos em 26%, os hiperestimuladores em 18% e os grandes fornecedores em 17%. Outro ponto interessante é que 3% dos entrevistados disseram que não estavam usando serviços em nuvem, ou estavam apenas nos estágios de planejamento.


O foco na nuvem híbrida é imitado no relatorio State of the cloud da RightScale de 2017, que viu 85% dos entrevistados alegando uma estratégia "multi-cloud". No entanto, vale a pena notar que o relatório RightScale também viu um mergulho na adoção de nuvem privada, o que poderia afetar a popularidade das implantações de nuvem híbrida no futuro.



O Post ainda ressalta que no momento, os pontos apresentados por essas pesquisas parecem indicar que a maioria das organizações empresariais não está totalmente preparada para a nuvem pública. Muitas empresas ainda operam aplicativos legados que seriam muito caros para substituir ou refatorar para a nuvem, e precisam das soluções locais oferecidas em infra-estrutura híbrida.


Outra estatística entre os entrevistados pesquisados pela NetApp foram os principais casos de uso e as razões para as implantações em nuvem. As duas principais maneiras pelas quais as organizações na Europa estavam envolvidas com a nuvem eram para armazenamento e backup.


Ao combinar entrevistados de todos os três países, 56% observaram que a principal razão pela qual sua empresa se mudou para a nuvem foi a segurança. 


O comunicado de imprensa da NetApp disse que essa resposta "é uma evidência de que confiar nos provedores de nuvem com dados não é percebido como um risco de segurança, uma indicação de uma maior adoção da nuvem".


No entanto, o mesmo levantamento RightScale mencionado anteriormente realmente descobriu que a segurança era a maior preocupação para as empresas que procuram adotar a nuvem, com 25% dos entrevistados listando-a como sua principal preocupação. Mas esse número caiu de 29% em 2016, sinalizando maior confiança nas tecnologias em nuvem.


A pesquisa da NetApp também analisou o entendimento dos entrevistados sobre o Regulamento Geral de Proteção de Dados, um novo regulamento destinado a melhorar a segurança de dados para os cidadãos da UE, que entrará em vigor em 25 de maio de 2018. A maioria dos usuários compreendeu a regulamentação, Foi de -10% no Reino Unido, 9% na França e 8% na Alemanha.


À medida que as implantações em nuvem continuam a crescer, a segurança de dados se torna uma preocupação crítica para a empresa. Especialmente porque cerca de 63% das empresas estão usando nuvens, Big Data, IoT e ambientes de contêineres sem proteger adequadamente dados confidenciais, de acordo com um relatório da Thales também divulgado na quinta-feira.


Em resumo:

  1. A nuvem híbrida é o método preferido de adoção de nuvens na Europa, de acordo com um relatório recente da NetApp;
  2. O relatório da NetApp também descobriu que essas empresas européias estavam usando principalmente a nuvem para armazenamento e backup;
  3. Muitos entrevistados mudaram-se para a nuvem para aumentar a segurança, segundo o relatório da NetApp, o que entra em conflito com um relatório da RightScale que lista a segurança como a principal preocupação das empresas interessadas na nuvem;
  4. A maioria dos entrevistados estão alinhados a uma estratégia "multicloud", de acordo com relatórios da RightScale;
  5. Os grandes fornecedores estão sendo preferidos em apenas 17%, enquanto as soluções de fornecedores locais estão com 26% da preferência.



Concluindo: 

  • Não adianta ter soluções de empresas globais para ter a garantia de disponibilidade e segurança, a pesquisa na Europa já mostra a tendência, com adoração de soluções locais;
  • Os europeus também já enxergaram que Disponibilidade se resolve com redundância em todos níveis e multicloud está sendo considerada como a estratégia para se chegar lá!


Quem estiver bem posicionado para prover a redundância e permita e convivência de múltiplas soluções, grifes ou não, de fornecedores globais ou locais, sairá na frente!


FONTE: Techrepublic.com


Vejam também outras publicações sobre o assunto:


👉 Grife não garante disponibilidade.


👉 Crash do S3 - Entenda o que aconteceu.


👉 Cloud pós crash do S3


IDFM

Nenhum comentário:

Postar um comentário